Juiz federal proíbe administração Biden de exigir vacinação de funcionários federais

Um juiz federal no Texas proibiu na sexta-feira (21) o governo federal de fazer cumprir a ordem de vacina do presidente Joe Biden para funcionários públicos federais, argumentando que ele não tinha autoridade para fazê-lo “com o golpe de uma caneta e sem a contribuição do Congresso”.

Biden tentou empurrar várias ordens diferentes de vacinação nos últimos meses, incluindo uma para grandes empresas que a Suprema Corte bloqueou e outra para profissionais de saúde que entrou em vigor, conforme noticiou o Direto da América.

“Embora as vacinas sejam, sem dúvida, a melhor maneira de evitar doenças graves por COVID-19, não há razão para acreditar que o interesse público não possa ser atendido por meio de medidas menos restritivas do que a ordem, como uso de máscara, distanciamento social parcial ou total e trabalho remoto”, escreveu o Juiz Jeffrey Vincent Brown do Tribunal Distrital dos EUA para o Distrito Sul do Texas em sua decisão. “Parar a propagação do COVID-19 não será possível por meio de políticas amplas, como a ordem aos trabalhadores federais”, escreveu.

- PUBLICIDADE -

ÚLTIMAS