Homens entre 18 e 45 anos morrem mais por overdose do que COVID-19 nos EUA

Overdoses por consumo de fentanyl se tornaram a principal causa de morte em adultos entre 18 e 45 anos, de acordo com uma análise de dados do governo dos EUA; pandemia é apontada como principal fator pela alta nos casos.

Entre 2020 e 2021, quase 79.000 pessoas entre 18 e 45 anos – 37.208 em 2020 e 41.587 em 2021 – morreram de overdoses de fentanil nos Estados Unidos, mostra a análise de dados da organização de conscientização sobre opióides Famílias Contra o Fentanil.

O fentanil é um opioide sintético que pode ser mortal mesmo em quantidades muito pequenas, e outras drogas, incluindo heroína, metanfetamina e maconha, podem ser combinadas com a droga perigosa. O México e a China são as principais fontes de fluxo de fentanil para os Estados Unidos, de acordo com a Drug Enforcement Agency (DEA).

Comparativamente, entre 1º de janeiro de 2020 e 15 de dezembro de 2021, ocorreram mais de 53.000 mortes por COVID-19 entre aqueles com idades entre 18 e 49, de acordo com dados do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC).

“Esta é uma emergência nacional. Os jovens adultos da América – milhares de americanos desavisados – estão sendo envenenados”, disse James Rauh, fundador do Families Against Fentanyl, em um comunicado. “É amplamente conhecido que o fentanil ilícito está provocando o aumento massivo de mortes relacionadas às drogas. É necessária uma nova abordagem para essa catástrofe”.

Rauh, que perdeu seu filho por overdose, acrescentou que “declarar o fentanil ilícito como uma arma de destruição em massa ativaria recursos federais adicionais e necessários para erradicar os fabricantes e traficantes internacionais de fentanil ilícito e salvar vidas americanas”.

O DEA anunciou na quinta-feira um aumento na venda de comprimidos falsos contendo opioides mortais em plataformas de mídia social como o Snapchat.

Gráfico: FAF

Os especialistas acreditam que há uma correlação entre o impacto da pandemia do coronavírus e o recente aumento nas overdoses de fentanil.

Mais adultos entre 18 e 45 anos morreram de overdoses de fentanil em 2020 do que qualquer outra causa principal de morte, incluindo COVID-19, acidentes com veículos motorizados, câncer e suicídio. O fentanil também matou mais americanos em geral em 2020 do que acidentes de carro, violência armada, câncer de mama e suicídio, de acordo com a análise de dados do CDC do Families Against Fentanyl.

As mortes por fentanil dobraram de 32.754 mortes para 64.178 mortes em dois anos entre abril de 2019 e abril de 2021.

Só nos primeiros cinco meses de 2021, mais de 42.600 mortes por overdose de fentanil foram relatadas, o que representa um aumento de mais de 1.000 mortes por fentanil por mês em comparação com o mesmo período em 2020.

“O fentanil foi encontrado em todo o estoque de drogas. É por isso que qualquer pessoa que usa drogas, não apenas opioides, deve carregar naloxona”, Dr. Roneet Lev, médico de emergência e ex-diretor médico do Gabinete de Política Nacional de Controle de Drogas da Casa Branca (ONDCP ), disse em um comunicado. “O único lugar seguro para obter medicamentos é a farmácia.”

As mortes por overdose de drogas em geral devem ultrapassar 100.000 em 2021, de acordo com dados preliminares do CDC, representando um aumento de 28% entre abril de 2020 e abril de 2021.

LEIA TAMBÉM

Leia também