Governo Biden pausa trabalhos de ‘Ministério da Verdade’ criado há três semanas; Diretora pede demissão

O Departamento de Segurança Interna (DHS) anunciou na manhã de quarta-feira, 18 de maio, que está suspendendo a criação de seu Conselho de Governança de Desinformação, informa o Washington Post.

Um porta-voz do DHS anunciou que o órgão censor da administração democrata, apelidado de “ministério da verdade” por críticos, seria colocado sob revisão, de acordo com o Washington Examiner.

A diretora do conselho de censura federal, Nina também vai renunciar da posição, segundo a Associated Press.

Embora o conselho não tenha sido formalmente fechado, ele será revisado por membros de um conselho consultivo do DHS que deve fazer recomendações em 75 dias. Nina Jankowicz, escolhida para liderar o conselho, escreveu em sua carta de demissão que o futuro do conselho era “incerto”, relata a AP.

A criação do ‘Ministério da Verdade’ foi anunciada dias após o anúncio de compra do Twitter pelo empresário Elon Musk. A criação do órgão censor foi entendida por muitos como uma reação estatal para tentar impedir a implementação de um ambiente de liberdade de expressão no Twitter por Musk.

Anteriormente, o secretário do Departamento de Segurança Interna, Alejandro Mayorkas, admitiu durante uma entrevista à NBC que ele e seus assessores “poderiam ter feito um trabalho melhor de comunicação” sobre o “grupo de trabalho interno”.

“Eu não questiono a objetividade dela”, acrescentou ele à Fox News. “Há pessoas no departamento que têm uma gama diversificada de pontos de vista e são incrivelmente dedicadas à missão. Não somos a polícia de opinião.”

LEIA TAMBÉM

Leia também