EUA registram mais de 2 milhões de imigrantes tentando entrar ilegalmente no país em 2021

Um total de 2.033.863 imigrantes foram detectados tentando cruzar ilegalmente para os EUA ao longo da fronteira sul de 2 mil milhas de extensão ou tiveram sua entrada negada nas cabines de inspeção; esse número inclui 178.840 casos em dezembro, de acordo com dados divulgados pela Alfândega e Proteção de Fronteiras dos EUA (CBP) na segunda-feira (24)

Dos 2 milhões, 1,25 milhão eram adultos solteiros, mais de 600.000 chegaram com um familiar e 170.000 eram crianças sozinhas, sem um responsável adulto.

O número de imigrantes ilegais na fronteira sul dos EUA aumentou 142% em dezembro de 2021, se comparado com o mesmo mês de 2020.

A entrada ilegal de migrantes nos EUA caiu de forma acentuada no começo da pandemia, ainda durante governo Trump, mas subiu de forma significativa quando Joe Biden assumiu a presidência.

“Joe Biden e sua coordenadora da fronteira Kamala Harris falharam – sob seu comando, cartéis e contrabandistas estão prosperando, os agentes da fronteira estão sobrecarregados, nossas comunidades estão menos seguras, mas eles simplesmente não se importam. As fracassadas políticas de fronteira aberta de Biden são a causa raiz desta crise humanitária histórica”, disse a líder do partido republicano Ronna McDaniel, em comunicado.

LEIA TAMBÉM: Texas inicia construção do próprio muro na fronteira com o México

O ano de 2021 foi caótico na fronteira dos EUA com o México, gerando imagens nunca antes vistas em solo americano como as imagens abaixo, da calamidade humanitária na cidade fronteiriça de Del Rio, Texas, em setembro de 2021.

A extensão da imigração ilegal não pode ser conhecida com precisão porque os dados federais rastreiam apenas aqueles que foram interceptados e obviamente não inclui as pessoas que não foram detectadas ou escaparam da interceptação.

Como os agentes da Patrulha de Fronteira foram retirados da fronteira para transportar e processar que chegavam, áreas da fronteira sul ficaram sem proteção, permitindo fluxo livre de ilegais que não foram contabilizados.

LEIA TAMBÉM: Kamala promete US$1.2 bi de investimentos privados em países da América Central

- PUBLICIDADE -

ÚLTIMAS