Escassez de Fórmula Para Bebês Não Tem Data Para Acabar Nos EUA

Os Estados Unidos enfrentam há meses falta de fórmula (leite em pó infantil) para bebês que não têm outra opção para alcançar suas necessidades nutricionais diárias. A situação é grave e não há previsão de quando a oferta deve ser normalizada.

A taxa de falta de estoque de fórmulas infantis oscilou entre 2% e 8% no primeiro semestre de 2021, mas começou a subir acentuadamente em julho passado. Entre novembro de 2021 e início de abril de 2022, a taxa de falta de estoque saltou para 31%, mostraram dados do Datasembly.

Essa taxa aumentou outros 9 pontos percentuais em apenas três semanas em abril e agora está em 40%, mostram as estatísticas. Em seis estados – Iowa, Dakota do Sul, Dakota do Norte, Missouri, Texas e Tennessee – mais da metade a escassez de fórmula infantil ultrapassou 50% durante a semana que começou em 24 de abril nas prateleiras, disse a Datasembly.

Em San Antonio, no Texas, a falta do alimento chegou a 56%.

“Esse problema foi agravado por problemas na cadeia de suprimentos, recalls de produtos e inflação histórica”, disse o CEO da Datasembly, Ben Reich. “Infelizmente, dada a quantidade sem precedentes de volatilidade na categoria, prevemos que a fórmula infantil continue sendo um dos produtos mais afetados do mercado.”

A CVS e a Walgreens, duas das maiores redes de farmácias do país, confirmaram que estão limitando os clientes em todo o país a três fórmulas infantis por transação. “Continuamos a trabalhar diligentemente com nossos parceiros fornecedores para melhor atender às demandas dos clientes”, disse Walgreens em comunicado à CNN Business.

A escassez foi exacerbada pelo fechamento de uma instalação da Abbott Nutrition pela Food and Drug Administration em Sturgis, Michigan. A Abbott é uma grande produtora de fórmulas infantis.

Um ex-funcionário da Abbott Nutrition apresentou uma denúncia à FDA meses antes do recall, documentando suas preocupações de que a empresa estava escondendo problemas de segurança em sua fábrica de Sturgis, Michigan.

As fórmulas fabricadas na instalação foram retiradas do mercado depois que quatro crianças que ingeriram o produto adoeceram com infecções raras causadas pela bactéria Cronobacter sakazakii. Duas crianças morreram, segundo a denúncia.

Só recentemente a Casa Branca começou a falar publicamente sobre mais essa crise a afetar americanos de todo o país. Na quinta-feira, 15 de maio, a secretária de imprensa da Casa Branca, Jen Psaki, falou sobre situação sugerindo apenas que pais que não conseguem achar fórmula para seus filhos procurem o pediatra da criança.

Psaki também sugeriu que um dos fatores para a escassez do alimento recai sobre pais que estocam o produto e pessoas com intenção de revender por as latas por preços maiores.

Na quarta-feira, 11 de maio, Karine Jean-Pierre, atual subsecretaria de imprensa da Casa Branca, já escolhida como a próxima porta-voz após a saída de Psaki da Casa Branca, também tentou explicar a resposta da administração Biden, mas riu ao ser perguntada por um repórter quem na Casa Branca está liderando a resposta à crise das fórmulas infantis.

“Sobre fórmulas para bebês, houve escassez severa em grande parte do país ao longo de muitas semanas e meses, mas particularmente nas últimas semanas, o que a administração está fazendo? O que você pode fazer?” perguntou uma repórter.

“Isso é algo que certamente estamos acompanhando. Garantir que a fórmula infantil seja segura e disponível para famílias em todo o país é uma prioridade para a Casa Branca e este governo. Sabemos que o recall voluntário de produtos de fórmula infantil da Abbott levou alguns americanos a ser incapaz de acessar outros suprimentos médicos críticos de alimentos. Esta é uma questão urgente que a FDA e a Casa Branca estão trabalhando 24 horas por dia, 7 dias por semana para resolver.”

“Quem está comandando a questão da fórmula na Casa Branca? Você mencionou que a Casa Branca está envolvida”, continuou outro repórter.

“Na Casa Branca, eu não sei”, disse Jean-Pierre enquanto ria. “Eu posso descobrir para você e conseguir a pessoa que está liderando [a resposta da Casa Branca].”

Fórmula para imigrantes ilegais

Duas fotos compartilhadas pela deputada Kat Cammack (R-Florida) estão atraindo a ira de muitos pais nos EUA que lidam com os efeitos da escassez contínua de fórmulas infantis.

A primeira foto mostra uma prateleira abastecida com fórmula infantil em um centro de detenção para imigrantes ilegais, enquanto a segunda mostra prateleiras vazias de um supermercado.

“A primeira foto é desta manhã no Ursula Processing Center, na fronteira com os EUA. Prateleiras e paletes cheios de fórmula para bebês”, escreveu Cammack no tweet viral. “A segunda é de uma prateleira bem aqui em casa. Fórmula é escassa. É assim que a América Por Último parece.”

A história surge enquanto mais de 100 republicanos da Câmara pedem ao governo Biden que faça mais para lidar com a escassez contínua que faz com que pais corram de loja em loja na esperança de encontrar uma fórmula para seus filhos.

“Esta questão é uma questão de vida ou morte, e é hora de este governo tratá-la com a devida urgência que merece”, disseram os legisladores do Partido Republicano em uma carta a Biden na quarta-feira.

A presidente da Conferência Republicana da Câmara, Elise Stefanik (R-Nova York), e a deputada Ashley Hinson (R-Iowa) enviaram uma carta ao comissário da FDA, Robert Califf, na terça-feira, pedindo respostas sobre como o governo planeja resolver a escassez de fórmulas.

“Escrevemos hoje para expressar grande preocupação com a escassez contínua de fórmula infantil nos Estados Unidos”, afirmam em sua carta. “Como mães, sabemos o estresse que isso está causando em tantas famílias”.

As congressistas culpam as “políticas inflacionárias” de Biden, que estão fomentando uma economia que, segundo eles, já está tornando mais difícil para as famílias abastecer seus carros com gasolina e comprar mantimentos essenciais.

“Isso causou pânico em comunidades em todo o país, já que as lojas populares recorrem ao racionamento de fórmulas para fazer seu estoque durar. Os pais nunca devem ficar sem saber onde encontrar fórmulas para seus bebês. Francamente, essas prateleiras vazias são inaceitáveis. As famílias merecem melhor”, escrevem.

- PUBLICIDADE -

ÚLTIMAS