Chris Wallace troca Fox News pela CNN após 18 anos

No último domingo, 12, no final de seu programa, o âncora do “Fox News Sunday”, o jornalista progressista Chris Wallace, anunciou sua saída do programa e da emissora onde ancorou o FNS pelos últimos 18 anos.

Wallace, que assumiu o lugar do falecido Tony Snow em 2003, disse a seus telespectadores que a transmissão de domingo seria a última.

Wallace vai ancorar um novo programa no novo serviço de streaming da CNN a ser lançado no início de 2022. A informação foi confirmada e anunciada no ar na CNN.

“Finalmente, uma nota pessoal – depois de 18 anos, este é meu último ‘Fox News Sunday’”, disse Wallace. “É a última vez, e digo isso com muita tristeza, assim nos encontraremos. Dezoito anos atrás, os chefes aqui na Fox me prometeram que nunca interfeririam com convidados que eu escolheria ou com perguntas. Eu perguntei. E eles mantiveram essa promessa. Tenho sido livre para relatar o melhor que posso, para cobrir aquelas histórias que considero importantes, para cobrar responsabilização dos líderes de nosso país. Foi uma ótima jornada. Cobrimos cinco eleições presidenciais entrevistando todos os presidentes desde George H.W. Bush. Viajei pelo mundo – sentando-me com o francês Emmanuel Macron e com o russo Vladimir Putin.”

“E passei as manhãs de domingo com você”, continuou ele. “Pode parecer piegas, mas sinto que construímos uma comunidade aqui. Há muito que se pode fazer nas manhãs de domingo. O fato de você ter escolhido passar esta hora conosco é algo que prezo. Mas depois de 18 anos, decidi deixar a Fox. Quero tentar algo novo, ir além da política, para tudo aquilo que me interessa. Estou pronto para uma nova aventura. E eu espero que você acompanhe. E então, pela última vez, queridos amigos, é isso por hoje. Tenha uma ótima semana. E espero que você continue assistindo ‘Fox News Sunday’”.

CNN

“Estamos entusiasmados em dar as boas-vindas a Chris Wallace na CNN como âncora do @CNNPlus. Seu novo programa durante a semana contará com entrevistas com jornalistas de política, negócios, esportes e cultura e contribuirá para a programação ao vivo da CNN + disponível no lançamento.”, disse um perfil corporativo da emissora.

LEIA TAMBÉM

Leia também