Board do Twitter recomenda que acionistas aceitem proposta de venda para Elon Musk

O conselho do Twitter recomendou por unanimidade que os acionistas aprovem a proposta de venda da empresa por US$ 44 bilhões ao bilionário e CEO da Tesla, Elon Musk, de acordo com um documento regulatório protocolado na terça-feira, 21 de junho.

As ações subiram cerca de 3%, para US$ 38,98 antes do sino de abertura das bolsas na terça-feira, ainda assim muito abaixo dos US$ 54,20 que Musk ofereceu por cada ação.

Em um documento enviado à Comissão de Valores Mobiliários dos EUA detalhando uma carta aos investidores, o conselho de administração do Twitter disse que “recomenda por unanimidade que vocês votem pela adoção do acordo de fusão (aquisição)”.

Obstáculos

Elon Musk disse antes do documento do conselho da empresa ser protocolado, na terça-feira, 21 de junho, que ainda vê três “assuntos não resolvidos” impedindo o fechamento de seu acordo de aquisição do Twitter de US$ 44 bilhões.

“Você provavelmente já leu sobre a questão de saber se o número de usuários falsos e spam no sistema é inferior a 5% como afirma o Twitter, o que eu acho que provavelmente não é a experiência da maioria das pessoas ao usar o Twitter”, disse Musk à Bloomberg.

Outros obstáculos apontados pelo empresário dizem respeito ao financiamento do saldo restante da proposta (Musk se comprometeu a pagar US$ 33,5 bilhões em espécie e o restante dos US$ 44 bilhões seriam obtidos por meio de outros investidores), e a direção que os acionistas vão tomar — a favor ou contra a aquisição.

LEIA TAMBÉM

Leia também