Amtrak suspende obrigatoriedade de vacina para seus funcionários

A Amtrak, maior companhia de trens de passageiros dos EUA, suspendeu nesta terça-feira (14) a obrigatoriedade de vacina contra o coronavírus para seus funcionários após a decisão de um tribunal federal suspender a diretiva de saúde do presidente Joe Biden.

Em um memorando aos funcionários na terça-feira, o presidente-executivo da Amtrak, Bill Flynn, disse que os funcionários poderiam optar por fazer o teste semanalmente em vez de tomar a vacina.

A ordem de vacinação de Biden exigia que todos os prestadores de serviço federais recebessem a vacina contra o coronavírus sob pena de demissão.

Um tribunal federal suspendeu a ordem, fazendo com que diversas empresas no país rescindissem a política.

“Recentemente, uma decisão de um tribunal distrital federal suspendeu a execução da Ordem Executiva para prestadores de serviço federais. Isso fez com que a empresa reavaliasse a política e abordasse a incerteza sobre os requisitos federais que se aplicam à Amtrak”, afirma o memorando de Flynn, segundo o The Hill.

LEIA TAMBÉM

Leia também