Vôo russo viola espaço aéreo canadense

Um voo da companhia aérea russa Aeroflot violou o espaço aéreo canadense; o Canadá proibiu do país voos de companhias aéreas russas em retaliação à invasão de território ucraniano.

“Estamos cientes de que o voo 111 da Aeroflot violou a proibição posta em prática hoje cedo em voos russos usando o espaço aéreo canadense.”, disse o Ministério dos Transportes canadense.

“Estamos lançando uma revisão da conduta da Aeroflot e do provedor independente de serviços de navegação aérea, NAVCAN, levando a essa violação. Não hesitaremos em tomar as medidas de fiscalização apropriadas e outras medidas para evitar futuras violações.”, encerrou o comunicado da agência feito pelo Twitter.

A rota do vôo SU 111, que saiu de Miami e tinha como destino a capital russa Moscou, subiu a coata leste americana no domingo (27) até entrar no espaço aéreo canadense, conforme mostra o aplicativo de rastreamento de vôos ‘Flightradar24’.

Mais cedo, um outro voo, o SU 124 que saiu de Moscou tendo como destino o aeroporto John F. Kennedy, em Nova York, retornou para origem estando no meio do oceano atlântico., conforme reportou o Direto da América no Twitter.

VÔOS SUSPENSOS NA EUROPA. A companhia aérea russa Aeroflot disse no domingo que cancelaria todos os voos para destinos europeus até novo aviso após a decisão de muitos países de fechar seu espaço aéreo em protesto à invasão da Ucrânia pela Rússia.

LEIA TAMBÉM

Leia também