Telecom do Partido Comunista Chinês tem licença de operação revogada nos EUA

A Federal Communications Commission (FCC) votou por unanimidade (4-0) para revogar a autorização para a unidade americana da China Unicom operar nos EUA.

A empresa, segundo determinação da agência federal, deve parar de fornecer serviços de telecomunicações nos Estados Unidos em até 60 dias.

O anúncio ocorre após sua maior rival, a China Telecom, ter sua licença de operação revogada nos EUA em outubro de 2021.

A China Telecom, a maior empresa chinesa de telecomunicações, teve autorização para prestar serviços de telecomunicações por quase 20 anos nos Estados Unidos.

A China Unicom é uma estatal, o que significa que está sob o controle do Partido Comunista Chinês. A empresa é vista como uma ameaça à segurança nacional americana pelo risco de espionagem no país, de acordo com o governo americano.

“Hoje damos mais um passo crítico para proteger nossas redes de comunicações de ameaças estrangeiras à segurança nacional”, disse a presidente da FCC, Jessica Rosenworcel, em comunicado.

LEIA TAMBÉM: Embaixador chinês alerta para ‘provável conflito militar com EUA’ acerca de Taiwan

Em março de 2021, a FCC diz ter constatado que a China Unicom Americas não havia sanado sérias preocupações sobre a manutenção de sua autoridade para fornecer serviços de telecomunicações nos Estados Unidos. Assim, a Comissão adotou procedimentos que permitiram à China Unicom Americas, às agências do Poder Executivo e ao público apresentar quaisquer argumentos ou provas remanescentes sobre o assunto.

Em 2019, a FCC rejeitou o pedido da China Mobile Ltd de fornecer serviços de telecomunicações nos EUA, citando riscos à segurança nacional.

LEIA TAMBÉM

Leia também