Putin compara sanções a declaração de guerra

As sanções contra a Rússia são semelhantes a uma declaração de guerra, disse o presidente Vladimir Putin, segundo a agência estatal de notícias RIA.

“Essas sanções que estão sendo introduzidas são semelhantes a uma declaração de guerra”, disse Putin, no sábado (5).

De acordo com o Ministério da Defesa russo, as Forças Armadas atacam apenas a infraestrutura militar e tropas ucranianas, o que é mentira, uma vez que inúmeras imagens verificadas mostram com clareza prédios residenciais bombardeados pelos russos.

“A liderança atual [da Ucrânia] precisa entender que, se continuar fazendo o que está fazendo, arrisca o futuro do Estado ucraniano”, disse ele em uma reunião em Moscou no sábado, em seu primeiro discurso prolongado desde o início da guerra. “Se isso acontecer”, disse ele, “eles terão que ser culpados por isso”.

Biden pede US$ 10 bilhões ao Congresso para ajuda à Ucrânia

A OTAN resiste aos apelos do presidente Volodymyr Zelensky por uma zona de exclusão aérea, preocupados que a implementação de uma ‘no-fly zone’ poderia levar a uma guerra maior, puxando países europeus e os EUA oficialmente para uma guerra contra a Rússia.

De fato, Putin sugeriu que tal medida poderia ampliar o conflito.

“Ouvimos pedidos para impor uma zona de exclusão aérea sobre a Ucrânia”, disse ele. “É impossível fazer do território ucraniano – só pode ser feito do território de outros estados. Mas qualquer movimento nessa direção será visto por nós como participação em um conflito armado do país que criará ameaças aos nossos militares”.

LEIA TAMBÉM

Leia também