Facebook e Instagram vão Permitir Incitação à Violência contra Russos; ONU Condena Decisão

A Meta vai permitir que usuários do Facebook e Instagram em alguns países incitem violência contra russos e soldados russos no contexto da invasão da Ucrânia, de acordo com e-mails internos obtidos pela agência Reuters, mudando temporariamente sua política de discurso de ódio.

A empresa de mídia social também está permitindo temporariamente algumas postagens que pedem a morte do presidente russo Vladimir Putin ou do presidente bielorrusso Alexander Lukashenko em países como Rússia, Ucrânia e Polônia, de acordo com e-mails internos para seus moderadores de conteúdo.

“Como resultado da invasão russa da Ucrânia, temporariamente permitimos formas de expressão política que normalmente violariam nossas regras, como discurso violento como ‘morte aos invasores russos’. Ainda não permitiremos apelos à violência contra civis russos”, disse um porta-voz do Meta em comunicado.

CONDENAÇÃO. A ONU condenou a decisão de flexibilizar a política de discurso de ódio do Facebook.

“Esta é claramente uma questão muito, muito complexa, mas levanta algumas preocupações sob os termos da lei de direitos humanos e da lei humanitária internacional”, disse a porta-voz do escritório de direitos humanos da ONU, Elizabeth Throssell, a repórteres em Genebra.

Throssell alertou que a nova política carece de clareza, o que “certamente poderia contribuir para o discurso de ódio dirigido aos russos em geral”.

- PUBLICIDADE -

ÚLTIMAS