China ameaça abater avião com Nancy Pelosi; Democrata parte hoje para Ásia

Um comentarista de um veículo de propaganda estatal chinesa sugeriu nesta sexta-feira, 29 de julho, que as forças armadas chinesas vão considerar como invasão a entrada de um avião americano com a presidente da Câmara Nancy Pelosi no espaço aéreo de Taiwan.

“Se caças dos EUA escoltarem o avião de Pelosi até Taiwan, é invasão. O PLA tem o direito de expulsar à força o avião de Pelosi e os caças dos EUA, incluindo disparar tiros de advertência e fazer movimentos táticos de obstrução. Se ineficaz, então abatê-los”, disse o comentarista.

A presidente da Câmara, Nancy Pelosi (D-CA), planeja partir na sexta-feira, 29 de julho, para uma turnê pela Ásia, embora permaneça incerto se ela vai parar em Taiwan, disse uma pessoa familiarizada com os planos para a CNN.

A viagem de Pelosi inclui paradas no Japão, Coréia do Sul, Malásia e Cingapura.

Mas uma parada em Taiwan ainda consta como indefinida, já que a China vem emitindo alertas sobre uma possível visita da presidente da Câmara.

Conforme noticiou o Direto da América anteriormente, a China alertou dias atrás que responderia com força se Nancy Pelosi prosseguir com planos para uma visita a Taiwan, ilha que o Partido Comunista Chinês reivindica como parte da China.

Taiwan conta com apoio bipartidário nos Estados Unidos com diversos membros do Partido Republicano defendendo a ida da democrata à Taipei, capital do país.

Pelosi planejava visitar Taiwan em abril, mas adiou depois de testar positivo para COVID-19 e se recusa a discutir os planos de viajar para a ilha nas próximas semanas. 

A visita de Pelosi pode coincidir com as comemorações chinesas do aniversário da fundação do Exército de Libertação Popular, a ala militar do Partido Comunista Chinês. As comemorações ocorrem em 1° de agosto.

LEIA TAMBÉM: Relatório Identifica Influência Da China No Fed Americano

Taiwan Realiza Exercícios

Falando na terça-feira, 26 de julho, durante exercícios militares em preparação para uma possível ação militar chinesa, o porta-voz do Ministério da Defesa de Taiwan, Sun Li-fang, disse que os militares estavam monitorando todos os movimentos de navios de guerra e aeronaves chineses ao redor da ilha. “Ao mesmo tempo, temos a confiança e a capacidade de garantir a segurança do nosso país”, disse Sun, segundo a Associated Press.

China: Estamos Seriamente Preparados

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China confirmou a postura na segunda-feira, 25 de julho.

“Estamos seriamente preparados”, disse o porta-voz Zhao Lijian a repórteres em um briefing regular, quando solicitado a comentar sobre a notícia de que a a China pretende responder com força se Pelosi manter sua viagem para Taiwan.

“Pelosi deve ir a Taiwan e o presidente Biden deve deixar bem claro ao presidente Xi que não há nada que o Partido Comunista Chinês possa fazer a respeito”, disse o senador de Nebraska Ben Sasse, um republicano que quase nunca se alinha com a democrata. “Chega de fraqueza e auto-dissuasão.”

Quando perguntado para que tipo de resposta a China estava “seriamente preparada” e se seria uma resposta militar ou diplomática, Zhao disse: “Se o lado dos EUA estiver determinado a seguir seu próprio caminho, a China tomará medidas fortes para responder resolutamente e contrariar.”

“Os Estados Unidos devem ser responsabilizados por quaisquer consequências graves”, acrescentou.

China Anuncia Exercícios Militares

A China vai realizar no sábado, 30 de julho, exercícios militares com munições reais no Estreito de Taiwan, anunciou o governo através da mídia propaganda estatal, aumentando as tensões envolvendo a viagem da democrata.

As manobras devem ser limitadas em escopo e ocorrerão na ilha de Pingtan, na província de Fujian, de acordo com um comunicado divulgado na quinta-feira, mas divulgado pela mídia estatal chinesa apenas na sexta-feira.

“Munição real será disparada… entre as 8h00 e as 21h00 (0000-1300 GMT) e qualquer entrada (nessas águas) será proibida”, disse o comunicado do governo, que não menciona Pelosi.

O local onde devem ocorrer os exercícios chineses fica a 120 quilômetros de Taiwan.

LEIA TAMBÉM: Congresso Passa Legislação Que Aumenta Competitividade Dos EUA Contra A China Na Produção De Semicondutores

EUA Aciona Porta-aviões USS Ronald Reagan

Um porta-aviões e um grupo de ataque dos EUA entraram no Mar da China Meridional como parte do que a 7ª Frota Naval dos EUA disse ser uma operação programada em meio a crescentes tensões com a China sobre uma possível visita a Taiwan da presidente da Câmara, Nancy Pelosi.

O USS Ronald Reagan, um super porta-aviões movido a energia nuclear da classe Nimitz, chegou às águas disputadas, diz a Bloomberg.

USS Ronald Reagan e seu grupo de ataque chegam ao Mar do Sul da China às vésperas de uma possível visita de Pelosi a Taiwan.

A chegada do porta-aviões americano foi confirmada por diplomada do regime comunista em seu perfil no Twitter.

“Os EUA novamente enviam um navio de guerra para o Mar da China Meridional para flexionar seus músculos militares, isso mostra quem é a maior ameaça à paz e estabilidade regional, disse o porta-voz do Ministério de Relações Exteriores, Zhao Lijian quando o USS Ronald Reagan, um supercarrier movido a energia nuclear da classe Nimitz entrou na região”

DDDDDDD

LEIA TAMBÉM

Leia também