Caças da China invadem zona de defesa aérea de Taiwan; China alerta para mais incursões

Aviões militares chineses invadiram na quinta-feira (24) a zona de defesa aérea de Taiwan, país que a China considera parte de seu território; a incursão com oito caças e um avião de vigilância não é a maior incursão registrada neste ano. Em janeiro, 39 aeronaves chinesas violaram o espaço aéreo de Taiwan.

O ministério da Defesa de Taiwan disse que as aeronaves sobrevoaram uma área a nordeste das Ilhas Pratas, controladas por Taiwan, no extremo superior do Mar da China Meridional.

Caças taiwaneses foram enviados para alertar as aeronaves chinesas e mísseis de defesa aérea foram implantados para “monitorar as atividades”, disse o ministério.

Taiwaneses acompanham a guerra entre Rússia e Ucrânia com temor que o Partido Comunista Chinês decida tirar proveito da situação e invadir o país.

No Twitter, um “comentarista” do jornal de propaganda do regime comunista Global Times disse para acostumarem-se com as incursões pois ‘pode haver mais aeronaves amanhã’

“Acostumem-se. Pode haver mais aeronaves do PLA voando para lá amanhã.”, disse.

LEIA TAMBÉM

Leia também