BREAKING: Ucrânia registra ataque aéreo no leste do país; Reino Unido fala em ‘false flag’

Um militar das Forças Conjuntas ucranianas disse ao correspondente Trey Yingst, da Fox News, que seus soldados estão respondendo a um bombardeio de artilharia no leste da Ucrânia.

O oficial disse que a troca de tiros está em andamento neste momento.

O alvo do ataque dos separatistas seria uma creche.

A Ucrânia negou a alegação de separatistas pró-Rússia no país de que os militares ucranianos atacado continuamente seu território nas últimas 24 horas com morteiros, metralhadora e lançadores de granadas, de acordo com a Reuters.

Os militares ucranianos disseram que foram os separatistas, que tomaram uma parte do leste da Ucrânia em 2014, que os atacaram.

Uma declaração dos separatistas dizia: “As forças armadas da Ucrânia violaram grosseiramente o regime de cessar-fogo, usando armas pesadas, que, de acordo com os acordos de Minsk, deveriam ser retiradas”. Os separatistas disseram que estão verificando se alguém foi ferido ou morto.

URGENTE: RÚSSIA EXPULSA VICE-EMBAIXADOR DOS EUA

ESTADOS UNIDOS. O secretário de Defesa dos EUA Lloyd Austin disse que os EUA estão cientes dos relatos de que uma escola infantil foi bombardeada no leste da Ucrânia, descrevendo o incidente como “certamente preocupante”.

“Dissemos há algum tempo que os russos podem fazer algo assim para justificar um conflito militar, então estaremos observando isso de perto”, acrescentou.

REINO UNIDO. Falando após o ataque, o primeiro-ministro Boris Johnson disse que o ataque foi uma “provocação espúria” da Rússia com a intenção de formar um “pretexto” para lançar uma invasão armada na Ucrânia, onde a Rússia continuaria a acumular forças na fronteira.

“Gostaria de poder dar a todos notícias melhores sobre isso, mas devo dizer que o quadro continua muito sombrio”, disse Johnson em comunicado.

“Hoje, como eu tenho certeza que vocês já perceberam, um jardim de infância foi bombardeado no que estamos assumindo – bem, nós sabemos – foi uma operação de ‘bandeira falsa’ projetada para desacreditar os ucranianos, projetada para criar um pretexto, uma provocação espúria para a ação russa.”

OTAN. A organização disse estar “preocupada com o fato de a Rússia estar tentando encenar um pretexto para um ataque armado contra a Ucrânia. Ainda não há clareza, nenhuma certeza sobre as intenções russas”, disse o secretário-geral da aliança militar ocidental, Jens Stoltenberg.

“Eles têm tropas suficientes, capacidades suficientes para lançar uma invasão completa da Ucrânia com muito pouco ou nenhum tempo de aviso”, disse ele a repórteres na sede da aliança em Bruxelas. “É isso que torna a situação tão perigosa.” A Rússia nega tais intenções.

LEIA TAMBÉM

Leia também