Biden proíbe investimento de americanos em regiões declaradas independentes da Ucrânia

O presidente Joe Biden assinou uma ordem executiva em resposta à ação do presidente russo Vladimir Putin que reconhece as chamadas Repúblicas Populares de Donetsk e Luhansk (DNR e LNR) como estados “independentes”, conforme noticiou anteriormente o Direto da América.

A ordem, segundo a Casa Branca, é diferente das medidas económicas que os EUA diz estar preparando para emitir juntamente com aliados em resposta a uma eventual invasão russa da Ucrânia.

A ordem executiva de hoje proíbe novos investimentos nas chamadas regiões DNR ou LNR da Ucrânia por americanos; proíbe a importação para os Estados Unidos, direta ou indiretamente, de quaisquer bens, serviços ou tecnologia dessas duas regiões; impede também a exportação, reexportação, venda ou fornecimento, direta ou indiretamente, dos Estados Unidos, ou por qualquer pessoa dos Estados Unidos, de quaisquer bens, serviços ou tecnologia para essa parte do país;

A ordem também proíbe financiamentos, facilitação ou garantia concedida por qualquer pessoa dos Estados Unidos, para transações de estrangeiros nestas áreas.

O texto também fornece autoridade para impor sanções contra pessoas que operem nesta parte da Ucrânia; contra quem venha a ser líder, funcionário, executivo sênior ou membro do conselho de administração de entidade que opere nas regiões declaradas independentes, entre outras medidas semelhantes.

O mapa abaixo destaca os dois territórios ucranianos que a Rússia reconheceu como duas republicas independentes na segunda-feira (21). Os dois territórios somam cerca de 10 mil quilômetros quadrados.

Após a ação a ação unilateral do presidente russo de reconhecer a independência dos dois territórios, Putin determinou, conforme noticiou anteriormente o Direto da América, o envio de tropas russas para dentro dessa região para supostamente agirem como forças de paz.

Ainda na noite de segunda-feira a emissora Al Jazeera disse ter obtido imagens do que seriam tanques russos entrando no território ucraniano controlado por separatistas pró-Rússia.

Em pronunciamento televisionado na noite de segunda-feira (21), o presidente ucraniano Volodymyr Zelensky disse não ter medo de nada e de ninguém, após Putin ordenar o envio de tropas no leste da Ucrânia.

“Estamos em nossa própria terra. Não temos medo de nada nem de ninguém”, diz o líder ucraniano.

LEIA TAMBÉM

Leia também