Quase 100% dos procuradores de Los Angeles votam por recall de procurador distrital financiado por Soros

O procurador distrital de extrema-esquerda de Los Angeles sofreu um duro golpe nesta semana quando 98% dos procuradores membros da Associação de Procuradores Distritais Adjuntos do condado de Los Angeles votaram pelo recall de George Gascon, eleito há dois anos como Procurador Distrital de LA e financiado pelo mega investidor George Soros.

Pouco depois de assumir o cargo, ele assinou uma lista de ordens que reverteram décadas de penalidades duras contra o crime em Los Angeles.

Um dos casos mais polêmicos envolvendo o procurador progressista é o poder de processar réus adolescentes como adultos. Gascon foi criticado por promotores e defensores dos direitos das vítimas por manter um molestador de crianças de 17 anos no tribunal juvenil para que ele pudesse receber uma sentença leve de dois anos sem ter que se registrar de modo vitalício como agressor sexual em um banco de dados público.

A ré, agora uma mulher trans chamada Hannah Tubbs, 26, se gabou em um telefonema sobre escapar da justiça por molestar uma menina de 10 anos em 2014, conforme revelado pela Fox News.

TRENS SAQUEADOS. Há meses ladrões têm mirado trens de carga que atravessam a região central de Los Angeles transportando caixas e pacotes de mercadorias. A maioria é proveniente de compras feitas em sites de comércio eletrônico deixando as áreas próximas dos trilhos inundadas com restos de papelão e plástico e mercadorias que não interessaram aos bandidos.

Imagem de janeiro de 2022 da CBS Los Angeles mostra o estado dos trilhos com restos de embalagens e mercadorias que não interessam aos criminosos.

A Union Pacific, empresa responsável pela ferrovia, disse em comunicado em janeiro que a empresa estava preocupada com o aumento dos roubos de carga na Califórnia.

“Aumentamos o número de agentes especiais da Union Pacific em patrulha e utilizamos e exploramos tecnologias adicionais para nos ajudar a combater essa atividade criminosa. Também continuaremos a trabalhar com nossos parceiros locais da polícia e líderes eleitos”, disse a empresa.

A empresa reclamou na carta que um sistema de fiança grátis (sem necessidade de pagar por ela) e reclassificação de crimes como contravenções não significa “dissuasão ou consequência judicial” e não oferece “nenhuma surpresa que, no ano passado, a UP tenha testemunhado um aumento significativo no roubo criminal de trens”.

Gascon defendeu seu histórico dizendo que 57 casos foram apresentados em 2020 e 47 em 2021.

Aproximadamente metade dos 47 casos foram apresentados como contravenção e acusações criminais, incluindo roubo, furto e receptação de propriedade roubada. Os demais casos não puderam ser comprovados judicialmente ou eram referentes ao uso de drogas.

O xerife de Los Angeles Alex Villanueva disse em janeiro não ter confiança no procurador distrital de seu condado enquanto citava um caso de assassinato de um policial.

“Não tenho confiança no que o procurador local, George Gascón, vai fazer”, disse Villanueva durante entrevista concedida ao ‘America Newsroom’ da Fox News. “Seu vice-procurador distrital e a unidade de Crimes Contra a Paz apareceram no local do assassinato muito trágico de Fernando Arroyos e foram totalmente informados”.

“Eles participaram da discussão e disseram aos nossos investigadores que a procuradoria não tinha interesse em perseguir nada além de uma simples acusação de assassinato sem nenhum agravante para a atividade de gangues, para as armas usadas”, continuou ele. “Isso simplesmente não é aceitável.”

O xerife continuou argumentando que tudo o que Gascón diz reflete o pensamento dos defensores da “justiça social”.

“O trabalho do promotor é processar o crime entre os dois campos”, disse Villanueva. “Você tem o equilíbrio da liberdade agora. Não há equilíbrio. Todo mundo está de um lado e o público sofre.”

GEORGE SOROS. Um relatório do grupo conservador Capital Research Center revelou que 24 promotores públicos foram eleitos desde 2015 com a ajuda financeira do ativista bilionário, sendo George Gascon um deles.

De acordo com Parker Thayer, responsável pelo levantamento, Soros gastou US$ 6 milhões combinados em disputas para procuradores distritais na Califórnia, grande parte desperdiçada em candidatos fracassados, mas quase metade foi gasta na campanha bem-sucedida de George Gascon para Los Angles. Soros foi o maior investidor da corrida, e Gascon venceu facilmente.

Desde a vitória, sua políticas de esquerda levaram a uma onda de crimes. As taxas de homicídio dispararam, furtos organizados em lojas devastaram a cidade, trens foram parados e saqueados por multidões de saqueadores.

A maioria deles está buscando políticas liberais que muitos culpam pelo aumento das taxas de criminalidade nos EUA nos últimos meses.

O procurador distrital agora está enfrentando um recall pelo que seus críticos dizem ser políticas brandas para o crime que não permitem a apresentação de acusações máximas em casos criminais violentos – incluindo assassinato. Os promotores em seu próprio gabinete se queixaram de que estão paralisados por usar as rígidas leis da Califórnia que atacam criminosos sexuais, assassinos e membros de gangues.

- PUBLICIDADE -

ÚLTIMAS