Ilegais vão poder votar em eleições de Nova York

Virtualmente qualquer pessoa de qualquer parte do mundo poderá votar nas eleições municipais em Nova York após o Conselho Municipal aprovar projeto que autoriza todas pessoas acima de 18 anos a votar nas disputas locais desde que resida na cidade por mais de 30 dias.

A estimativa é que cerca de 800 mil imigrantes ilegais terão a possibilidade de escolher os próximos prefeitos da mais importante cidade americana. O projeto segue agora para a mesa do prefeito democrata Bill de Blasio, que já adiantou que não vai vetar a lei. De Blasio deixa a prefeitura no início do ano, quando o novo prefeito Eric Adams toma posse.

O projeto foi aprovado por um placar de 33-14 e contou também com oposição de alguns democratas. “É inconstitucional segundo a lei estadual. É muito claro ”, disse o vereador Kalman Yeger, democrata do Brooklyn, durante o debate no plenário, segundo o WSJ. Posição foi apoiada por outro democrata, o vereador James Gennaro, do Queens. “Eu e todos neste corpo fizemos um juramento – um juramento! – de defender a constituição do estado de Nova York.”

Além de permitir que imigrantes legais votem nos pleitos locais daqui em diante, a lei acaba por autorizar qualquer turista, estudante, ou residente temporário a votar, desde que a pessoa esteja há pelo menos 30 dias residindo na cidade. Outro risco é a possibilidade de abrir as eleições municipais para interferência internacional de países como a China, Irã e a Rússia.

LEIA TAMBÉM

Leia também